LUCIANA BORTOLETTO

Artista da dança e pesquisadora do movimento, co-fundadora do …AVOA! Núcleo Artístico, atuando como diretora, criadora-intérprete e coreógrafa, desde 2006. Há 18 anos dedica-se integralmente à dança, ao ensino, orientação artística e criação em dança contemporânea para espaços fora do palco e contexto urbano.

Pesquisa as abordagens somáticas na base da instrumentalização do criador-intérprete que atua em espaços públicos, fazendo uso da linguagem de dança contemporânea e improviso cênico. Atua como colaboradora em práticas corporais e orientação de grupos de dança e teatro.

Recebeu o prêmio Denilto Gomes 2013, da Cooperativa Paulista de Dança, na categoria criação solo de rua e SESI Dança 2007 Circulação. Foi contemplada com apoio do Programa Municipal de Fomento à Dança para projetos de criação e manutenção de pesquisa do …AVOA! Núcleo Artístico e com o edital PROAC Dança 2015 para produção do duo “Morada do Tempo”.

Como intérprete convidada, integrou a circulação PROAC 2016 do espetáculo de dança “Espaços Invisíveis”, da Cia Damas em Trânsito e os Bucaneiros, com direção de Alex Ratton. Com a performance Solo de Rua, foi convidada para Festival Internacional Visões Urbanas promovido pela Cia Artesãos do Corpo, para a extensão Nacional e Internacional, com apresentações em São Paulo, Alagoas e cidade do Porto, em Portugal.

É idealizadora e organizadora das cinco edições realizadas do GIRE – Grupos Independentes em Rede, atuando na articulação de diversos coletivos, instituições e municípios de São Paulo.

Atua em parceria com profissionais das artes e pesquisa, em processos de criação e preparação corporal, a exemplo do coreógrafo Fabrice Ramalingom (FR), Luis Louis (BR), Robson Lourenço (BR), Valéria cano Bravi  (BR), Lilian Amaral, Erika Moura, Letícia Sekito Norval Baitello Junior, entre outros.

Integrou comissões de seleção do PROAC Dança Editais 2014, “Novos Coreógrafos Site Specific” – CCSP 2010. Artista convidada para a banca de TCC dos alunos de graduação em dança da Universidade Anhembi Morumbi no ano de 2015 e do Simpósio “Temporal – Composição em Tempo Real”, promovido pela Universidade Federal de Uberlândia – MG, em 2012.

Atuou nas funções de artista-orientadora, coordenadora artística-pedagógica do Projeto Vocacional Dança e Artes Integradas/ Programa Vocacional, entre os anos de 2011 e 2014, articulando coletivos, CEUS, centros culturais e casas de cultura.

A base de sua formação em artes do corpo e da cena aconteceu no Estúdio Nova Dança – SP, onde permaneceu estudando durante oito anos, de 1998 a 2006 e onde também foi professora de dança contemporânea e alinhamento ósseo de 2003 ao final de 2006.

Entre seus professores e mestres, estão Luis Louis (Teatro Físico/ Mímica Total), Robson Lourenço, Fabrice Ramalingom, Cristiane Paoli Quito, Tica Lemos, Alex ratton, Lu Favoreto, Denise Namura. Teve aulas com Yoshito Ohno (JP), com quem entrou em cena junto aos participantes do Simpósio Corpolítico, da Universidade de Ouro Preto, em 2013; com o Núcleo de Improvisação – SP, entre outros profissionais.

Com uma trajetória constituída de experiências na área dança contemporânea e improvisação, educação somática, fotografia de cena com do fotógrafo Gil Grossi, prática e estudos sobre a Poética Haicai, sanfona diatônica de botão (Oito Baixos), seu trabalho é ancorado na transdisciplinaridade e na prática da pesquisa.

Atualmente, ministra aulas de dança contemporânea com abordagens somáticas na Sala Crisantempo e mantém uma rotina de trabalho e pesquisa junto ao …AVOA! Núcleo Artístico, mantém os estudos musicais em acordeon diatônico, integra o Grupo de Investigações das Teorias de Hubert Godard, com coordenação da terapeuta rolfista e pesquisadora Mônica Caspari e assistência da terapeuta rolfista Hulda Bretones. Em agosto de 2017, com direção de Alex Ratton, integrou a intervenção Caravana Citadina.

foto: Silvia Machado